Reading Journal: Um update honesto

Em 2018, fiz um post (clique aqui para ler 😀), falando sobre Book Journal ou Reading Journal. Apesar de o post ainda ser bem bacana para quem está começando no mundo do journal literário, percebi que para a minha realidade, alguns tópicos comentados ali não funcionavam mais.

Sim, eu ainda anoto os livros que leio no journal, mas hoje em dia apenas os favoritos vão parar nele. Com o volume de livros que leio por ano, é impossível anotar todos ali com colagens e opinião. Até porque, sendo sincera, nem todos os livros que leio quero guardar dessa forma. Alguns eu gostaria até de esquecer que li, para ser honesta 😂

Mas o que mudou de fato?

Quando percebi que nem todos os livros lidos mereciam a eternidade (haha) no meu reading journal, comecei a separar apenas as leituras favoritas para falar sobre. Ano passado, por exemplo, quase todos os livros da Mariana Zapata ganharam espaço no meu caderninho.

As anotações são muito mais simples do que antes também. Gosto de falar brevemente sobre o plot do livro, para então focar nos sentimentos que ele despertou em mim. As impressões mais marcantes e pontuar o motivo de o livro ter virado um favorito.

Essa forma de registrar funciona muito melhor, na minha opinião, do que encher de detalhes que no fim do dia não vão fazer a diferença. Especialmente, se um dia eu decidir reler o livro e minha opinião mudar sobre algum aspecto ou fazer com que eu me questione como gostei tanto dele em primeiro lugar.

O reading journal, para mim, é quase uma terapia atualmente, por isso foco em livros que realmente fizeram a diferença na minha vida. Gosto de procurar imagens para ilustrar as histórias, gosto de sentar com velas acesas, som de chuva (haha) e colocar toda a minha atenção naquele momento. Esse evento todo não acontece diariamente. Nem sempre tenho tempo ou até mesmo vontade, por isso todo o processo que cito no post de 2018 não faz sentido para a Renata de 2021.

Muitas vezes, quando colocamos mais informações do que o necessário ou tentamos enfeitar demais, essas ferramentas perdem o propósito. Simplificar e escrever apenas o que realmente importa, no meu caso, ajuda muito mais. Não sou a pessoa que faz metas, trackers de leitura e etc. Percebi que não funciona no meu dia a dia e talvez não faça sentido para você também. É sobre isso e tá tudo bem. 😂

Você tem um journal literário? Faz anotações dos livros que está lendo/leu ou marca no GoodReads/Skoob e segue a vida normalmente?

2 comentários em “Reading Journal: Um update honesto

  1. Antes eu marcava apenas no Skoob e seguia a vida, mas como o app e até mesmo o site, vira e mexe despencam e apresentam bugs, passei a pensar que não posso só depender dessa ferramenta pra manter organizado tudo o que leio/li, os livros que desejo e os que abandonei. Tentei passar tudo o que tenho registrado no Skoob para um caderno, mas a preguiça bateu e até hoje não terminei o ano de 2019 por lá. Hehe Agora descobri o Notion e estou jogando tudo lá, tentando deixar organizado, fácil e prático, vamos ver se a preguiça não vai me vencer novamente.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s