Madeline Miller · Nível de inglês Avançado · Resenha

Resenha: Circe, Madeline Miller

Nasce uma menina na Casa de Hélio, deus do sol e um dos titãs mais poderosos. Circe é uma criança estranha e também não é poderosa como o pai ou linda como a mãe. Solitária, ela se volta para o mundo dos mortais, onde descobre ser uma feiticeira capaz de transformar rivais em monstros e chama a atenção dos deuses do Olimpo.
Ameaçado, Zeus a expulsa para uma ilha deserta, onde Circe aperfeiçoa seu dom, doma animais selvagens e cruza o caminho de muitas figuras famosas na mitologia Grega, incluindo o Minotauro, Dédalo e seu filho Ícaro, Medeia e claro, Odisseu.
Ser uma mulher vivendo sozinha em uma ilha, Circe atrai, sem querer, a fúria de homens e deuses e acaba atraindo um dos olimpianos mais assustadores e vingativos. Para proteger o que mais ama, Circe precisa de toda sua força e escolher, de uma vez por todas, se pertence ao mundo dos deuses que nasceu ou dos mortais, quem ela aprendeu a amar.

Skoob | Goodreads

Circe foi uma das leituras mais interessantes que tive contato em muito tempo. Ele pega uma figura secundária dos grandes contos da mitologia grega e a coloca como personagem central, narrando o ponto de vista dela dos encontros com quem antes eram as personagens principais. Por isso, já aviso desde já, para o livro fazer sentido e uma experiência completa, é preciso ter um conhecimento prévio de mitologia grega, especialmente os contos nos quais Circe aparece, caso contrário, acredito que seja uma leitura que deixe a desejar.

A narrativa é bem lenta, com uma vibe de conto mitológico mesmo, a linguagem também é mais rebuscada, o que torna o livro original (ele não foi traduzido) difícil para quem não tem um grande conhecimento da língua inglesa — se você lê clássicos na língua, com certeza não terá dificuldades; mas ainda assim é envolvente e transpira toda a melancolia de Circe. Ela é uma personagem que sofre desde pequena, sem nunca encontrar seu lugar no mundo, desprezada por seus familiares até que encontra, na solidão um espaço para ser ela mesma sem julgamentos. No entanto, o espaço também é um exílio, uma prisão e ao mesmo tempo que Circe é livre para descobrir a si mesma, não pode sair do local onde está a não ser que tenha uma autorização.

Acho que deu para perceber que é uma história triste, não é? Realmente, é uma leitura bem melancólica, mas se você curte mitologia grega e já teve contato ou leu sobre os heróis, tenho certeza que vai se encantar com a personagem e ver diversas personalidades em um novo ponto de vista, imaginado, claro pela autora, Madeline Miller.

Circe não é uma leitura fácil ou para qualquer um. Além da linguagem mais rebuscada, o livro pede um conhecimento prévio de mitologia grega, mas quando quem lê já tem ambas as bagagens, eu garanto que é um livro que vale muito a pena.

Como uma enorme fangirl de mitologia grega, super recomendo a leitura para quem gosta também! Ou então, se você tem interesse e ficou curioso com o livro, leia junto dele as personagens mitológicas citadas, porque a maneira como a autora uniu sua história com o que já existia foi muito bem trabalhada!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s