Danika Stone · Nível de inglês Básico · Resenha

Resenha: All The Feels, Danika Stone

Caloura na faculdade, Liv é muito mais que uma fangirl: a série de filmes The Starveil são a vida dela. Então, quando o personagem favorito de Liv, o Capitão Matt Spartan morre no fim do último filme, ela simplesmente não.consegue.lidar.
Cansada de ficar chorando no quarto, Liv decide começar uma campanha online para trazer a vida do herói amado de volta. Com a ajuda do melhor amigo, Xander, um ator e cosplayer excelente de steampunk, ela cria #SpartanSurvived, uma campanha para inflamar o fandom. Mas mesmo que a vida online de Liv é um sucesso maior do que ela poderia imaginar, ela é forçada a balancear com as pressões das aulas, a desaprovação da mãe e também a (quase inexistente) vida amorosa. Uma viagem para a DragonCon com Xander talvez seja exatamente o que Liv precisa para descobrir o que realmente quer.

Skoob | Goodreads

All The Feels foi um livro que gerou um misto de emoções em mim, como o próprio título diz. Por um lado, eu me identifiquei muito com a personagem principal em diversos aspectos, por outro, tenho que analisar a leitura de forma mais crítica também porque apesar de ter gostado muito do livro, ele tem muitos pontos fracos.

Começando com: se você já foi fanáticx por algo, talvez entenda muito bem o que a Liv passa e acabe encontrando muitas semelhanças e isso será muito positivo. O problema todo é que algumas atitudes da personagem principal são muito exageradas e ela parece um pouco mais nova do que realmente é. Eu tive alguns problemas para lidar com ela no começo do livro justamente porque algumas atitudes dela foram um tanto forçadas.
Por outro lado, tem uma justificativa para ela ser desse jeito que é apresentada logo no começo do livro: a morte do pai. The Starveil foi uma maneira dela conseguir lidar com a perda do pai e acabou virando uma válvula de escape da realidade. No entanto, o fato não é mostrado de forma tão clara assim e acima de tudo, a questão poderia ter sido explorada de maneira melhor, talvez, toda a atitude exagerada da Liv não chegasse a incomodar tanto se fosse feito.

A relação de Liv com Starveil não é saudável. Ela literalmente vive pelos filmes e isso chega a prejudicar a vida dela em todos os aspectos. A maneira que Stone trata do fato foi um pouco decepcionante. A gente pode amar algo, mas a partir do momento que esse algo começa a prejudicar, deixa de ser legal e é hora de procurar ajuda. Nós conseguimos ver a Liv superando um pouquinho e vivendo mais durante o livro, mas não é o suficiente e a ideia que o livro expõe é que é ok ter uma relação não saudável que beira ao vício e que tudo vai ficar bem no final. Infelizmente, as coisas não funcionam assim na vida real e apesar de eu ser super a favor de tirar um pouco da realidade na literatura de ficção, fazer isso de forma que envolva problemas psicológicos eu não concordo. A partir do momento que você deixa sua vida de lado por qualquer coisa, é hora de procurar ajuda.

Agora você deve estar se perguntando: como assim eu adorei o livro, dei uma nota super alta no GR/Skoob se só estou falando mal? Pelo simples motivo que um dia eu já fui a Liv, já tive o mesmo vício que ela e já tive minha vida prejudicada por algo assim e acompanhar essa personagem foi como me observar no passado. Todo o problema de interação social que a Liv tem, eu também tive e tenho até hoje e foi como ver que não estava sozinha ali e deixa eu dizer? O fato de alguma coisa ser capaz de mostrar que não estamos sozinhxs no universo é muito importante. Acompanhar a história da Liv foi como ter uma amiga ali do meu lado.

Sobre o romance? Bom, posso dizer que ele é fofinho e que desenvolve de uma forma que não é surpreendente, mas entrega um relacionamento fofo e cheio de aceitação, daquele tipo que a gente sonha em ter. Deu até aquela aquecidinha básica no coração e me fez suspirar. Então, mais um ponto positivo para All The Feels!

All The Feels é um livro que tem muito a ser melhorado. A superficialidade de tratar alguns assuntos pode pesar muito na hora de alguém gostar ou não da leitura. No entanto, para quem já viveu o que a Liv vive, talvez encontre na personagem um pedacinho de si e uma amiga.

Apenas não posso deixar de citar mais uma vez que as atitudes da personagem não saudáveis e podem criar uma ilusão de que sim, já que tudo parece se encaixar perfeitamente na vida dela e em nenhum momento ela parece perceber que a maneira que ela age a prejudica mais. Gostaria muito de ter visto isso no livro ou que os motivos dela fossem melhor aprofundados, tenho certeza que a leitura seria muito positiva, como foi no caso da Renata, que leu e não gostou tanto assim e viu na Liv uma personagem chata e imatura. Tenho certeza que as atitudes e o passado dela fossem exploradas de forma diferente, a experiência teria sido outra.

All The Feels é a leitura ideal para quem vive na pele a realidade dos fandom e assim como a Liv, precisou se apegar em algo com todas as forças para lidar com a vida real. Talvez ela tenha tido o final impossível, mas ainda assim, é bom ver que uma autora consegue entender tanto de nós, alok dos fandom.
Mas só lembrando: a maneira que a Liv lida com tudo não é saudável! Haha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s