Nível de inglês Intermediário · Resenha

Resenha: A Shadow Bright and Burning, Jessica Cluess

SHADOWheaderSINOPSE2

Henrietta pode irromper em chamas.

Forçada a revelar seus poderes para salvar um amigo, ela fica surpresa quando é nomeada a primeira feiticeira em milhares de anos ao invés de ser executada.

Introduzida ao glamour de Londres na Era Vitoriana, Henrietta descobre que é a única que pode derrotar os demônios sanguinários que aterrorizam a humanidade

OQUEEUACHEI223203252Antes de começar a falar sobre tudo o que eu amei em A Shadow Bright and Burning, preciso comentar que precisei de três tentativas para finalmente conseguir pegar gosto pela história. Os primeiros capítulos do livro (talvez as 50 páginas iniciais) são muito arrastados, afinal somos introduzidos ao mundo da Henrietta. Porém acho que o problema nem foi o livro, mas a minha ressaca literária mesmo.

Agora vamos ao que importa de fato haha

tumblr_oohpz7mhjn1ugbj9yo1_540

A Henrietta Howel foi abandonada em uma casa para meninas órfãs quando tinha 5 anos e aos 17 foi descoberta por Agrippa quando precisou salvar o seu melhor amigo, Rook, de um ser das sombras que o atacou no jardim do orfanato. Agrippa estava em busca da menina escolhida pela profecia para se tornar uma feiticeira e salvar o mundo dos seres das trevas que estavam causando destruição por todos os lugares em que passavam, quando viu Henrietta irromper em chamas.

“Now, listen, Miss Howel. I’ve never seen another girl who could do what you’ve done, and I’ve searched for four years. I’ve never met another sorcerer who could burn and walk away unscathed.”

Rook e Henrietta se mudam para Londres onde ela vai começar a ser treinada por Agrippa, a intenção é que ela seja reconhecida pela Rainha e depois enviada para combater as forças do mal na guerra dos feiticeiros.

Lógico que o livro não é apenas isso, tem muito, muito mais! O treinamento da Henrietta é a parte mais divertida da história, especialmente quando ela descobre que existe muito mais do que o poder dos feiticeiros. Em um momento não tão distante do passado os mágicos e as bruxas também eram super importantes para a sociedade, mas foram obrigados a se esconder quando um deles trouxe essas entidades das sombras através de uma fenda.

O mundo da Henrietta é repleto de mistérios, mentiras, segredos e magia, óbvio, mas não do tipo que ela gostaria. Na casa do seu mentor, Agrippa, a Nettie precisa aprender a conviver com seis aprendizes que também estão esperando pela aprovação da Rainha. Magnus, um desses feiticeiros, conquista a amizade (e o coração x3) da Henrietta e a ajuda a passar por todas as rejeições que ela sofre por ser mulher.

tumblr_mu0s4wsae21rpz385o1_400

Um ponto super positivo em A Shadow Bright and Burning é a presença do feminismo. O maior problema dos feiticeiros perante a Nettie é o fato de ela ser mulher e durante todo o livro esse fato é discutido e a melhor parte é que os meninos estão sempre apoiando a protagonista e ela faz com que eles mudem de ideia sobre ter uma mulher no comando diversas vezes através das suas ações.

Todos os personagens são incríveis, os meninos, em especial o Rook e o Magnus, ok o Blackwell também, com aquela vibe introspectiva e cheio de segredos. Sendo bem sincera, meu único medo é que aconteça uma grande bagunça amorosa, porque tem muito espaço para isso, infelizmente. E a pior parte é que quando você ler vai acabar querendo que ela fique com todos eles, é… eles são divertidos nesse nível.

tumblr_oo25ppvkoi1u3iti5o1_400

E o final foi de uma reviravolta atrás da outra e me fez querer o segundo livro ainda mais. O único problema é que ele só lança em setembro. </3NOTA2MUITOBOM2CONSIDERACOES2

Posso ter demorado para conseguir entrar na história por conta da minha ressaca literária, mas o mundo da Henrietta me cativou da melhor maneira possível!

O desenvolvimento do plot é muito bacana, especialmente quando a importância dos seres mágicos é estabelecida e nós, leitores, entendemos como os mágicos, tão mais poderosos que os feiticeiros, perderam o lugar deles ao lado da rainha e todo o preconceito que parte desses feiticeiros em relação aos mágicos.

tumblr_oj3wnwn3jw1tg4xs8o2_540
A importância da mulher na sociedade dos feiticeiros também é muito discutida e gostei como a autora desenvolveu esse preconceito e as diferentes opiniões dos personagens sobre a Henrietta ser A Escolhida. Além do machismo temos também a discussão do preconceito e o abuso, que por negligência de um dos personagens é super evidente no começo do livro. RECOMENDO2Se você gosta de personagens fortes, magia, romance, aventura e plot twists, é possível que goste de A Shadow Bright and Burning! x3

P.S. A Galera Record anunciou que trará A Shadow Bright and Burning para o Brasil, mas sem maiores informações, infelizmente.

Renata2

Um comentário em “Resenha: A Shadow Bright and Burning, Jessica Cluess

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s