Pam Gonçalves · Resenha

Resenha: Boa Noite, Pam Gonçalves

unnamed

SINOPSEAlina quer deixar seu passado para trás. Boa aluna, boa filha, boa menina. Não que tudo isso seja ruim, mas também não faz dela a mais popular da escola. Agora, na universidade, ela quer finalmente ser legal, pertencer, começar de novo. O curso de Engenharia da Computação – em uma turma repleta de garotos que não acreditam que mulheres podem entender de números -, a vida em uma república e novos amigos parecem oferecer tudo que Alina quer. Ela só não contava que os desafios estariam muito além da sua vida social. Quando Alina decide deixar de vez o rótulo de nerd esquisitona para trás, tudo se complica. Além de festas, bebida e azaração, uma página de fofocas é criada na internet, e mensagens sobre abusos e drogas começam a pipocar. Alina não tinha como prever que seria tragada para o meio de tudo aquilo nem que teria a chance de fazer alguma diferença. De uma hora para outra, parece que o que ela mais quer é voltar para casa.

Skoob | Goodreads

OQUEEUACHEI

Depois de me dar conta que não tinha lido nenhum livro nacional esse ano, decidi que nesses últimos dois meses ia tirar o atraso e pegar os que estavam na minha lista logo! O primeiro que escolhi, foi o Boa Noite da Pam Gonçalves. A premissa do livro me interessou bastante e foi uma pegada um pouco diferente do que estou acostumada a esbarrar na literatura nacional, então fiquei bem animada para ler.

Eu gostei bastante da forma de narrativa da Pam, o ritmo dela é exatamente o tipo que costuma me prender e sua maneira de contar a história também. Os personagens e as situações as quais eles vivem também foram super positivos, eu consegui me identificar com a Alina em diversos aspectos — especialmente se pensar na minha versão de 18 anos —, assim como diversas situações que ela e seus amigos e colegas vivem.

Dá para a gente se encontrar um pouquinho em cada parte da história e para mim, esse foi o ponto alto do livro. Normalmente, eu sinto muita dificuldade de identificação com as personagens e situações vividas por personagens criadas por autores nacionais e a Pam conseguiu isso muito bem, talvez seja porque ela tem influência em pessoas e gêneros literários que batem com o meu ou por ela ter a minha idade, por isso, tivemos a adolescência em épocas que batessem. Tudo que sei, que me identifiquei com muitas coisas — positivas e negativas — e que isso foi maravilhoso, porque normalmente, para gostar de um livro eu preciso me identificar com pelo menos alguma coisinha na história (sejam personagens, experiências etc.), especialmente em livros que não são de fantasia.

Eu gostei muito da Alina como narradora e como falei ali em cima, eu me identifiquei com ela em diversos momentos. No entanto, ela teve alguns baixos conforme a leitura evoluiu e não gostei da reação dela no clímax de tudo. Ela na verdade reagiu a um fato de forma que achei que era muito exagerada e foi justamente esse fato que causou todo o clímax da história e a faz querer desistir de tudo e voltar para casa.

Só que eu tenho que dar o braço a torcer, ela tem 18 anos e tudo parece o fim do ano com essa idade, o que talvez tenha me incomodado é ela mesma ver o quanto mudou e amadureceu nos meses que foi para a faculdade e agir como se soubesse todos os segredos do mundo por conta disso. Ok, com dezoito anos e até um pouco mais velha eu também pensava ser extremamente madura e adulta quando não era, acho que ainda não sou, inclusive. Acho que talvez o caminho tomado em relação a isso foi algo que não me agradou tanto assim, mas isso é algo extremamente pessoal.

O ponto alto do livro é a discussão de assuntos que precisam ser discutidos. O machismo e toda a relação da vítima de estupro, especialmente quando se envolve bebidas e festas universitárias. Vamos concordar que é um medo constante que a gente passa e mesmo que não esteja pensando exatamente isso quando saí para se divertir, o medo está sempre ali…a situação que as meninas passam ilustram justamente esse medo e aquela velha sensação de que sim, poderia acontecer com qualquer uma de nós em uma festa. Assim como a reação das pessoas em culpar as vítimas. Apesar de um livro de ficção, a Pam aborda o assunto de maneira muito boa e necessária. Por isso, é muito bom ler um livro nacional com uma história tão fofinha, mas com um BG de algo sério que precisa ser discutido, coisa que eu nunca vi na nossa literatura (e se alguém já viu algo assim e tiver livros do tipo para me indicar, por favor, divida haha)

O lado negativo do livro? A revisão. Eu realmente acho que faltou uma revisão um pouco melhor. A Pam escreve bem, tem uma boa narrativa, mas diversos problemas que encontrei no sentido de escrita eram coisas que seriam resolvidas facilmente em uma revisão. Alguns erros gramaticais, a mudança de tempo de narrativa que às vezes ocorriam e outros detalhes. Foram pontos que me incomodaram um pouco enquanto lia e que me fez cair um pouco a minha nota. Mas de novo, a Pam tem uma narrativa muito boa, os maiores problemas todos poderiam ter sido resolvidos na revisão.

NOTAMUITOBOM

CONSIDERACOESFINAISBoa Noite é o tipo de livro que quero ver muito mais no nosso mercado literário! Esse foi o primeiro livro da Pam e eu simplesmente gostei muito da forma que ela conta uma história e seus personagens! Se tivessem mais autoras como ela, eu com certeza consumiria muito mais literatura nacional porque ela entrega tudo que eu gosto em livro e da maneira que gosto!

Ah e o romance? Tem sim e essa foi mais uma coisa que a Pam criou de forma que eu gostei muito, não teve instalove e ele foi construído aos pouquinhos de forma que quando o casal ficou junto finalmente a gente comemora, além do mais, a Alina tem outras experiências pelo caminho, o que foi bem legal de acompanhar e um tanto diferente! Eu só queria que durante toda a história, eles tivessem tido um pouquinho mais de interação.

RECOMENDOSe você gosta de romances contemporâneos, com certeza vai gostar de Boa Noite! E se quer começar a consumir mais literatura nacional, com certeza deveria dar uma chance para a Pam!

ASSINATURAFLAVIA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s