TRS pelo mundo

E logo Paris vai cantar pra você, ulálá

Depois de algumas semanas enrolando, finalmente tomei coragem de sentar e colocar os posts sobre Paris no papel, haha.

Antes de começar queria agradecer a quem me respondeu para me ajudar a escolher qual caminho seguir nesses posts relacionados à viagens, que serão separados por tipo de passeios! ❤

Mas vamos ao que interessa!

O que foi que conheci em Paris? Olha, foram muitas coisas, já que passei 13 dias na cidade. No entanto, ainda assim faltaram muitos lugares que eu queria visitar porque faltou tempo, já que lá tem tanta história, tanto museu e tanta coisa legal que apesar de muitos dias, não é possível ver tudo — e também porque “perdi” 3 dias em passeios que consistiam em ir para outras cidades, mas disso vou falar depois, hehe.

A primeira coisa que faço em qualquer lugar novo que conheço, é pegar um daqueles ônibus de dois andares bem turistas. Com eles, dá para ter uma visão mais geral da cidade, além de conhecer um pouco sobre a história local, já que geralmente tem um guia humano (?) ou um áudio-guia.

A companhia que escolhi para essa viagem foi a L’Open Tour, que tem diversos caminhos diferentes para a gente fazer e assim, pude conhecer Paris de uma forma bem ampla e geral e para quem não é muito fã de arriscar com taxistas ou pegar o transporte público logo de cara, todos os ônibus da L’Open Tour são hop-on e hop-off, eles possuem paradas específicas em locais turísticos e a pessoa pode descer e visitar o que tem em volta para depois pegar outro, ou seja ele te leva para os pontos mais visitados da cidade e a pessoa não precisa se preocupar muito em como ir para lá, é só ficar de olho nos horários dos últimos ônibus, que geralmente são no fim da tarde.

Então, para facilitar, no meu primeiro momento em Paris — e faço isso geralmente em todas cidades novas que conheço — eu não desci do ônibus, mas acabei conhecendo tudo de uma forma mais geral, é uma forma de ver a cidade toda de uma vez só e mesmo se não der para visitar mais profundamente alguns lugares importantes — como foi o caso nessa viagem —, pelo menos passei um pouco por eles.

Por isso, nesse post de abertura relacionado à minha viagem, decidi fazê-lo um pouco menor e falar um pouco das minhas primeiras impressões sobre Paris e mostrar diversas fotos tiradas pela cidade ao invés de me aprofundar a um lugar específico dela! Vou confessar que apesar de ter gostado muito de Paris, ela não entrou na minha lista de cidades favoritas pelo mundo. Ela é incrível e tem tanta história que dá vontade de suspirar, mas gostei muito mais das cidades em torno que visitei!

Mas ainda assim, logo nesse primeiro dia, já pude escolher meu lugar preferido na cidade: a região de Notre Dame, o Marco Zero e que me surpreendeu bastante porque sempre imaginava aquela parte um tanto mais…escura, o que está longe de ser. Lá é simplesmente maravilhoso e o contraste do antigo e do moderno — no caso, as pessoas e carros, haha — é simplesmente incrível, minha sensação ali foi de estar suspensa entre épocas diferentes e isso aconteceu cada vez que eu passava por lá novamente. O curioso é que mesmo sem querer, eu sempre ia parar em Notre Dame, o que me fez sentir como se alguma coisa me puxasse para lá. Definitivamente, um lugar que tive uma grande conexão e que me apaixonei, minha região favorita de Paris.

Sim, é uma parte extremamente turista. Mas além de me fazer pensar em Anna and The French Kiss (um dos meus livros favoritos) e depois mais ainda, o Sena ali ainda dá um toque especial e a luz de Paris, com certeza vocês já ouviram sobre isso, mas ela é mágica e naquela região em especial, especialmente a luz do sol batendo no Sena lá pelo fim do dia…é incrível. Também ajuda o fato que a Shakespeare & Company fica logo ali! Hehe

Falando em livros, uma coisa que me surpreendeu muito durante o passeio de ônibus, foi a rota que passava pela Bibliothèque Nationale de France, que são quatro prédios gigantes e possuidores de manuscritos dos mais variados textos e gente, é simplesmente sensacional. Em especial olhando o tamanho do lugar e pensando a quantidade de livros e história que existem ali…aquela foi uma das regiões que eu não cheguei a conhecer mais profundamente, mas que ficaram na minha mente até agora.

E o meu primeiro post sobre Paris vai ficando por aqui, cheio de fotos aleatórias da cidade! À partir do próximo post, vou falar de forma mais aprofundada dos lugares que visitei e claro, com muita foto também! Espero que tenham gostado e os próximos serão melhores e mais detalhados, eu prometo! ❤

5 comentários em “E logo Paris vai cantar pra você, ulálá

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s