Nível de inglês Intermediário · Resenha · Tommy Wallach

Resenha: Thanks For The Trouble, Tommy Wallach

unnamed

SINOPSE

“Eu tenho umas perguntas para você. Essa história foi escrita sobre mim?’
Dei de ombros.
“Sim ou não?”
Dei de ombros novamente, finalmente recebendo uma carranca, que de alguma maneira deixou a garota ainda mais bonita, dando uma coloração nas bochechas pálidas e ângulos pontudos ao seu maxilar.
“É muito rude não responder a uma questão simples”, ela disse.
Eu apontei para meu caderno, mas ela ainda não me devolveria. Então, procurei pela minha caneta e escrevi eu não posso na minha palma da mão.
Então, em letras menores abaixo de tudo, acrescentei: agora você não se sente idiota? ”

Parker Santé não fala uma palavra há cinco anos. Enquanto seus colegas de classe planejam futuros brilhantes, ele mata aula para ficar em hotéis, observando os hóspedes. Então ele conhece Zelda Toth, uma garota de cabelos prateados que afirma ser mais velha do que aparenta, e Parker descobre que talvez existam algumas coisas pelas quais valem a pena viver.

Skoob | Goodreads

OQUEEUACHEI25532845

Descobri o Thanks for the Trouble totalmente sem querer e decidi que precisaria desse livro na minha vida e depois, assim que tive a oportunidade já saí correndo pra ler. Quando finalmente terminei a última página, simplesmente não sabia como me sentir…e até agora eu me pego pensando nele e no final de uma forma que nem sei lidar, haha.

Narrado pelo pov do Parker, logo nas primeiras páginas a gente já conhece um pouco da personalidade dele, o que já me deixou com uma enorme simpatia: ele é exatamente o tipo de personagem que costumo lidar: ácido, engraçado e diversas vezes divertido. Tudo isso acaba caindo por terra quando vamos avançando na leitura e o conhecendo melhor.

Quer dizer, ele continua com sua acidez e ironia até o final, mas por trás de tudo isso também há um garoto com diversos problemas. Ele pode conversar com o leitor desde o início, mas isso não diminui todos os problemas que tem que lidar. Sejam internos ou externos. Mas não vou entrar em muitos detalhes porque Parker os apresenta aos poucos e vamos conhecendo-o melhor conforme a leitura evolui.

A verdade é que, apesar de ser um contemporâneo, Thanks for the Trouble tem um pouco de tudo, especialmente um toque de mistério que não apenas gira em torno do passado do Parker e os motivos os quais o levaram a parar de falar, como também a própria Zelda, uma personagem extremamente enigmática que permanecerá assim até a última página. Na realidade, mesmo depois de fechar o livro, eu ainda pensei muito nela, na sua história e jornada e a maneira que Parker decidiu contá-la.

Aliás, a Zelda é uma das personagens mais interessantes que pude ler desde Alaska Young do John Green, mas ainda assim, difere muito desta, por isso, não se engane achando seria mais um Looking For Alaska, apesar dos dois livros se parecerem bastante em alguns aspectos: em especial o fato do personagem principal passar a ver a vida com outros olhos depois de viver algumas “aventuras”.  No caso do Parker em especial, ele não deixa ninguém se aproximar dele e isso passa a mudar.NOTAMUITOBOMCONSIDERACOESFINAISA narrativa prende da primeira até a última página e os toques de mistério dão um toque que deixa o leitor ainda mais curioso para entender diversas coisas em relação aos personagens principais, mas acima de tudo, Thanks for the Trouble também segue o padrão das histórias do gênero que levam o personagem principal descobrir coisas sobre si mesmo com tudo que ele passa.

Mas não se engane, esse livro ainda tem características marcantes que o destacam bastante entre tantos outros, mas ainda faz o leitor pensar e se apegar a personagens, além de discutir um pouco o que é a depressão e traumas e como isso pode afetar a vida de uma pessoa.

RECOMENDOThanks for the Trouble não é um contemporâneo fofo, claro, ele tem seus momentos e tudo o mais, mas é também uma história com muito nas entrelinhas que com certeza farão com que o leitor pare um pouco para pensar, não apenas em si mesmo, mas nos personagens, suas atitudes e todas as coisas pelas quais eles passam.

Se você quiser um livro que vá além do romance, com certeza esse entrega isso. Provavelmente também deve agradar aos fãs de John Green.

ASSINATURAFLAVIA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s